Conceito de tempo




Ago 11, 11 Conceito de tempo

Do latim tempus, a palavra tempo é a grandeza física que permite medir a duração ou a separação das coisas mutáveis/sujeitas a alterações (ou seja, o período decorrido entre o estado do sistema quando este apresentava um determinado estado e o momento em que esse dito estado regista uma variação perceptível para o observador).

Esta grandeza, cuja unidade básica é o segundo, permite ordenar os sucessos em sequências, estabelecendo assim um passado, um presente e um futuro. O tempo dá lugar ao princípio de causalidade, que é um dos axiomas do método científico.

A cronologia permite datar os momentos em que ocorrem determinados acontecimentos. Trata-se de uma linha de tempo onde se pode representar graficamente os momentos históricos em pontos e os processos em segmentos.

No âmbito da gramática, o tempo refere-se à categoria gramatical que indica o momento em que se realiza a acção. Pode-se distinguir o tempo absoluto (que é medido com base no falante e em relação ao momento da enunciação) do tempo relativo (que se mede relativamente ao já mencionado tempo absoluto).

Por outro lado, o tempo atmosférico abarca todos os fenómenos (as condições meteorológicas) que ocorrem na atmosfera da Terra ou de outro planeta, num dado momento e num certo lugar. O tempo médio (as variações meteorológicas ao longo das estações do ano) num período longo de tempo é conhecido como clima e é estudado e investigado pela climatologia.

Na Terra, os fenómenos meteorológicos regulares incluem o vento, os aguaceiros (a chuva), a trovoada, a neve e o granizo, por exemplo. O tempo sofre alterações devido às diferenças da energia recebida do sol. Compete às estações meteorológicas medir/avaliar as diferentes variáveis locais do tempo, nomeadamente a temperatura, a humidade e a pressão atmosférica.