Conceito de termoplástico


Out 03, 16

Termoplástico é um adjectivo que permite qualificar o material que é maleável em condições de calor. Noutros termos, um termoplástico, ao encontrar-se a uma temperatura elevada, perde o seu estado rígido e deforma-se.

Os termoplásticos, quando são aquecidos, amolecem e derretem. Uma vez que arrefeçam, recuperam a sua consistência. Isto permite que possam ser moldados consoante diferentes objectivos.

É importante ter em conta que os materiais termoplásticos dispõem daquilo que se conhece como um historial térmico à medida que vão sendo aquecidos e arrefecidos, as suas propriedades físicas vão-se alterando de forma gradual uma vez que debilitam os seus enlaces.

As impressoras 3D costumam funcionar com termoplásticos. O material derretido permite ser moldeado e posteriormente, quando a temperatura desce, adquire a resistência/robustez necessária para conservar a forma desejada.

O policloruro de vinilo (conhecido pela sigla PVC), o poliestireno, o nylon, o teflón, o poliproprileno e o polietileno são alguns dos termoplásticos mais usados em todo o mundo. É possível encontrar uma grande quantidade de produtos fabricados com estes materiais.

Se os termoplásticos derrentem ao serem submetidos a um calor elevado, já os materiais termoestáveis não alteram a sua estrutura: directamente se queimam. Isto faz com que não se possam moldar.

A diferença entre os materiais termoplásticos e os materiais termoestáveis reside nas suas cadeias e ligações. Nos termoestáveis, o calor leva a que as suas cadeias se tornem mais compactas e resistentes. Por isso, o material acaba por se degradar e não se consegue moldar e reutilizar.