Conceito de úlcera




Jul 08, 13 Conceito de úlcera

Do latim ulcĕra (plural de ulcus), uma úlcera é uma lesão aberta com perda de substância nos tecidos orgânicos, que costuma aparecer acompanhada da secreção de pus. A úlcera carece de capacidade de cicatrização espontânea e é sustentada por causas internas ou um vício local.

Outra definição permite considerar a úlcera como a solução de continuidade ou ruptura de uma superfície epitelial do organismo, que pode vir acompanhada de uma inflamação e/ou infecção.

Conhece-se pelo nome de úlceras de pressão aos danos localizados na pele causados pela pressão, pela fricção ou pelo atrito. É comum este tipo de chagas aparecer nas proeminências ósseas (como os calcanhares ou as ancas) e que se desenvolva em pessoas imobilizadas. Ao estar todo o dia acamado, os tecidos danificam-se e produz-se a úlcera.

De acordo com a gravidade, a úlcera de pressão pode qualificar-se de primeiro grau (com a pela avermelhada), de segundo grau (a pele greta e formam-se vesículas), de terceiro grau (perda de continuidade da pele e aparecimento de necrose) ou de quarto grau (a úlcera necrótica atinge o músculo, os nervos e os ossos).

A úlcera péptica, por outro lado, afecta a mucosa que recobre o duodeno ou o estômago. Esta doença é causada pela bactéria Helicobacter pylori e os seus sintomas são piorados pelo ácido, pelos alimentos picantes e pelas tensões, entre outros factores.

As aftas, por último, são úlceras mucosas que aparecem como pequenas chagas na mucosa oral (a boca) e que se encontram rodeadas de uma zona de eritema.