Conceito de vacina




Jul 19, 12 Conceito de vacina

O termo vacina pertence à área da saúde. Efectivamente, uma vacina é um princípio orgânico ou um vírus que, ao ser preparado de uma determinada forma, é inoculado a uma pessoa ou a um animal para o/a proteger de uma determinada doença.

Uma vacina é uma preparação de antígenos, que é uma substância que permite a formação de anticorpos e que tem a capacidade de provocar uma resposta imune no interior do organismo. Essa mesma resposta de ataque permite o desenvolvimento de uma memória imunológica que produz, em geral, imunidade permanente perante a doença em questão.

A primeira vacina da história terá sido, ao que tudo indica, aquela que foi criada pelo médico rural inglês Edward Jenner em 1796, o mesmo que descobriu que a vacina contra a varíola imunizava as pessoas de contraírem a varíola humana, muito mais grave e mortífera.

Com o passar dos anos, foram surgindo posteriormente diversas vacinas para travar determinadas doenças como a raiva (1882), a peste (1897), a tuberculose (1927), a febre-amarela (1935), a gripe (1945), o sarampo (1964), a rubéola (1970), a varicela (1974), a meningite (1978) e a hepatite A (1992), entre muitas outras.

As vacinas podem ser inactivadas (formadas por microorganismos prejudiciais/nocivos que, quando tratados com químicos ou calor, perdem automaticamente a sua capacidade de prejudicar), vivas atenuadas (microorganismos cultivados sob condições que lhes fazem perder as suas propriedades nocivas), toxóides (componentes tóxicos inactivados que resultam dos microorganismos) e sub-unitárias (fragmentos de microorganismos).