Conceito de vandalismo




Abr 01, 13 Conceito de vandalismo

Os vândalos eram os integrantes de um povo bárbaro de origem germânica oriental que ficou na história como símbolo do selvagismo e da falta de civilidade, daí o termo “vândalo” ser, hoje em dia, utilizado para fazer menção a qualquer indivíduo que cometa acções próprias das pessoas selvagens.

Vandalismo, por conseguinte, é um conceito que se pode utilizar para fazer referência à destruição própria dos antigos vândalos. É uma conduta destrutiva que não respeita as coisas dos outros e que se costuma expressar através da violência.

O vandalismo é a hostilidade para com as propriedades alheias. Tende a manifestar-se publicamente com ataques a monumentos, bancos, paredes, muros, etc., seja com a intenção de transmitir uma mensagem, seja pelo simples facto de destruir os outros.

Uma das formas mais frequentes de vandalismo são os graffiti quando são feitos sem autorização. Essas pinturas nos muros de uma casa ou numa estátua têm vítimas (o dono da residência, o Estado) que sofrem danos patrimoniais. Contudo, aqueles que se exprimem através dos grafitis defendem que a liberdade de expressão transcende a propriedade privada ou os objectos materiais.

O vandalismo também se pode desenvolver de forma virtual através da alteração das páginas de Internet. Uma amostra do vandalismo digital ocorre quando se intervém num sítio para a publicação de uma mensagem contrária ao verdadeiro espírito ou âmbito da página em questão (como a inclusão de uma proclamação a favor do aborto numa página da Igreja Católica, por exemplo).