Conceito de verso




Ago 20, 12 Conceito de verso

Do latim versus, verso é o conjunto de palavras que estão sujeitas à cadência (um certo ritmo) e à medida (determinada pela quantidade de sílabas). O verso é a primeira unidade ordenada (linha) de um poema.

É possível distinguir o verso da prosa, cuja forma e estrutura tomam naturalmente a linguagem para expressar os conceitos e, por conseguinte, não estão sujeitas à cadência e à medida. Os contos e as novelas costumam ser escritos em prosa.

O ritmo de um verso é determinado em função da localização das sílabas tónicas e átonas e pela formação de rimas (a repetição de uma sequência de fonemas no final de cada verso). Ao grupo de versos que formam uma sequência fixa graças ao seu ritmo e às suas rimas dá-se o nome de estrofe.

Existem diversos tipos de versos: acataléctico, adónico, agudo, alexandrino, asclepíade, cataléctico, dactílico, ecóico, leonino, pentâmetro entre muitos outros, que dependem das suas características distintivas (tipo de rima, quantidade de sílabas, etc.). Fala-se de verso de arte menor para fazer referência àquele que não tem mais de oito sílabas, ao passo que um verso livre ou solto é aquele que não forma com outro qualquer rima perfeita nem imperfeita.

O verso livre, por conseguinte, não obedece às regras de rima e metro. Neste sentido, é semelhante ao poema em prosa ou à prosa poética. Um dos grandes precursores do verso livre foi o Norte-americano Walt Whitman (1819-1892).

Numa acepção diferente, verso é antónimo de frente: “Queria uma fotocópia de frente e verso deste documento, por favor”.