Conceito de vulnerabilidade


Jan 23, 12

A vulnerabilidade é a qualidade de vulnerável (que é susceptível de ser exposto a danos físicos ou morais devido à sua fragilidade). O conceito pode ser aplicado a uma pessoa ou a um grupo social conforme a sua capacidade de prevenir, de resistir e de contornar potenciais impactos. As pessoas vulneráveis são aquelas que, por diversas razões, não têm essa capacidade desenvolvida e que, por conseguinte, se encontram em situação de risco.

Considera-se que as crianças, as mulheres e os idosos são sujeitos em situação de vulnerabilidade. Esta concepção é atribuída pelas carências ou diferenças físicas perante os homens, os quais estão naturalmente preparados para enfrentar certas ameaças. Um exemplo típico para explicar o conceito que a sociedade tem relativamente à vulnerabilidade é o de um barco que esteja prestes a afundar e que os primeiros a ser resgatados são os grupos mencionados acima (crianças, mulheres e pessoas idosas). Crê-se que os homens têm maiores possibilidades de resistir e de ajudar os outros (mais frágeis).

A vulnerabilidade também se prende com as condições sociais e culturais. Neste sentido, uma pessoa que vive na rua é vulnerável a diversos riscos (doenças, ataques, roubos, etc.). Por outro lado, um indivíduo analfabeto também se encontra numa situação de vulnerabilidade, já que dificilmente pode ter acesso ao mercado do trabalho e, por conseguinte, satisfazer as suas necessidades.

Outra aplicação de vulnerabilidade, por último, está relacionada com os desastres naturais. Diz-se que uma zona é vulnerável se estiver exposta a um fenómeno com potencialidade destruidora (por exemplo, um povo que viva junto de um vulcão em actividade).