Conceito.de

Conceito de bem-estar

A noção de bem-estar refere-se ao conjunto daquelas coisas de que são necessárias para viver bem. Dinheiro para satisfazer as necessidades materiais, saúde, tempo para o lazer e as relações afectivas sãs são algumas das questão que compõem o bem-estar de uma pessoa.

Trata-se de um conceito subjectivo, podendo ter representações bastante diferentes na mente de cada indivíduo, dado que o bem-estar está intimamente relacionado com as necessidades e os gostos das pessoas. Porém, os seres humanos nem sempre sabem que coisas lhes fazem bem, e isto complica ainda mais a definição deste termo.

Em geral, cada pessoa tem tendência/inclina para um determinado tipo de actividade em particular, seja a leitura, a prática de algum deporto, a investigação científica ou a pintura, entre muitas outras. Isto define os seus gostos, a sua vocação, aquilo que lhe proporciona um bem-estar que não se pode comparar com o obtido noutras áreas. Mas para entender a fundo o processo interno que ocorre nestes casos, é necessário aprofundar a mente do indivíduo para encontrar as razões que o levam/motivam a voltar-se para um ou outro interesse.

Quando se analisam os gostos de uma pessoa, descobre-se que as necessidades que esta procura satisfazer através dos mesmos nem sempre são evidentes. Por exemplo, os actores e as actrizes de renome internacional, cujas vidas possam parecer iguais à primeira vista, têm passados muito diferentes e quando se lhes pergunta por que se dedicaram à actuação, as respostas vão desde a procura de uma melhor situação económica para sua família até à sede de atenção.

Se fizermos caso das razões expressadas por cada pessoa para perseguir os seus interesses, então podemos deduzir que enquanto segue por esse caminho, alcançará o bem-estar. Em contrapartida, se prestarmos atenção à grande variedade de motivos pelos quais os seres humanos podem ansiar uma mesma coisa, levanta-se a possibilidade de que nem sempre vemos claramente as nossas emoções e necessidades; é provável que a nossa ideia de bem-estar não seja outra coisa senão uma armadilha que nos cause sofrimento e angústia.

Conceber o bem-estar de uma forma incorrecta e pouco precisa consegue ser tão perigoso como comum à nossa espécie, e só através da aceitação dos nossos limites e erros é que nos podemos livrar desta forma tão peculiar de encarceramento. O exemplo mais gráfico é o das pessoas que acreditam estar numa relação para se sentirem felizes e nunca o conseguem; como não procuram encontrar a razão pela qual estão sozinhas, as suas relações não as satisfazem por muito tempo e atribuem os seus erros ao outro.

Cabe mencionar que se entende por saúde o estado completo de bem-estar, tanto físico como mental, a nível pessoal e num contexto social. Por conseguinte, trata-se da fórmula para obter o bom funcionamento da actividade psíquica e somática.