Conceito de bênção


Mai 31, 16

O termo bênção provém de um vocábulo latino que faz referência à acção e ao efeito de benzer. Este verbo, por sua vez, é uma forma de denominar a acção de louvar ou engrandecer, de consagrar algo ao culto divino ou de invocar a bênção divina a favor de algo ou de alguém.

A bênção, por conseguinte, é a expressão de um desejo benigno que se dirige a uma pessoa, a várias ou a um objecto e que, através da própria expressão, se realiza. Isto significa que, ao mesmo tempo em que se pronuncia a bênção, se materializa a acção de bendizer.

Alguns exemplos onde aparece o conceito são: “Vou pedir a bênção ao padre Miguel para a nova casa”, “Filha, tens a minha bênção para te casares com o Mário”, “O bispo deu a bênção ao avião, que partirá com ajuda humanitária com rumo à África”.

Uma bênção pode expressar-se de diversas maneiras, sem que seja mencionada explicitamente o acto de benzer. A frase “Que Deus te guarde” também representa uma bênção.

Também se diz que é uma bênção aquilo que se crê que se obtém por intermédio divino (quando um sacerdote invoca Deus para benzer) ou por vontade de alguém. Neste último sentido, expressões como “Que tudo te corra bem” ou “Força para superar isto” podem entender-se como bênções (forma extensa de “bênção”). Ainda há famílias nas quais os filhos pedem a bênção aos pais e avós.