Conceito.de

Conceito de situação comunicativa

A teoria da comunicação indica que, no acto comunicativo, um emissor se encarrega de enviar uma mensagem para um ou mais receptores. Essa mensagem é propagada através de um canal e pode ser compreendida desde que o emissor e o receptor usem o mesmo código. Também é importante que o receptor tenha conhecimentos sobre o referente da mensagem para perceber do que se trata.

A situação comunicativa, por conseguinte, diz respeito ao lugar concreto e ao momento específico nos quais todos estes elementos actuam e se interrelacionam. É importante destacar que, numa comunicação fluída, os papéis trocam de maneira constante: quem envia a primeira mensagem passa a ser a receptora a partir do momento em que recebe a resposta do outro sujeito, pelo que volta a assumir o papel de emissora e assim sucessivamente.

Da mesma forma, não podemos ignorar o facto de que, em qualquer situação comunicativa, desempenham um papel fundamental as chamadas circunstâncias que envolvem tanto o emissor como o receptor pelo facto de estas acabarem por influenciar positiva ou negativamente, consoante o caso, nesse processo comunicativo.

Obviamente, não quer dizer que isso tenha de acontecer em toda e qualquer situação, como acontece com o ruído. Pode-se dizer que é toda a interferência que pode prejudicar gravemente a comunicação entre emissor e receptor e mesmo torna-la impossível.

Na situação comunicativa, por outro lado, existe sempre um propósito. Isto significa que a comunicação é estabelecida com algum propósito, como o de dar a conhecer uma informação ou pedir uma acção ao interlocutor.

Exemplos: no dia 8 de Maio às 10:30 horas, o gerente comercial de uma empresa envia um correio electrónico ao dono da empresa para o avisar que acaba de fechar um acordo comercial com outra firma. Cinco minutos mais tarde, o dono responde-lhe pela mesma via, felicitando-o e convidando-o a ir ao seu escritório para lhe dar mais informações. Nesta situação comunicativa, deste modo, os papéis de emissor/receptor são trocados uma vez.

Além do mais, não podemos ignorar outros aspectos igualmente relevantes que têm que ver com a precisa situação comunicativa, como é o caso dos que se seguem:
-A finalidade ou o propósito do emissor pode ser bastante variado e diferente. Deste modo, por exemplo, podemos determinar que pode pretender informar, persuadir/convencer, desculpar, contar…
-Para descobrir se esse momento comunicativo entre ambas as partes vai no bom caminho, e é do agrado das mesmas, terá de se fixar em aspectos como a proximidade ou distância física existente entre elas. No entanto, também darão muitos dados relativamente ao tom (entoação) com que estão a falar, as posturas que adoptarem, os olhares que trocarem, os gestos e mesmo as pausas (os silêncios) que possa haver.

-Actualmente, a mensagem pode ser transmitida de variadíssimas maneiras e métodos: linguagem oral, linguagem escrita, mensagens de correio electrónico, telefone, WhatsApp, videoconferência, carta, fax, telegrama…

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

dono

O conceito de dono vem da palavra latina “domĭnu”. Um dono é um indivíduo que tem domínio, poder ou comando sobre...

Conceito de

ducha

A palavra francesa “douche” deu origem a ducha ou duche (português de Portugal). Ducha é o ato e o resultado de...

Conceito de

ducto

A etimologia de ducto nos remete a “ductu”, termo latino que pode ser traduzido como “condução”....

Conceito de

hesitante

Hesitante, derivado da palavra latina “haesitante”, é um adjetivo que se usa com referência aquele que hesita, tem...

Conceito de

drone

O termo inglês “drone” chegou ao português como drone: uma aeronave que não tem tripulantes. Uma aeronave é um...

Conceito de

dragar

O verbo dragar refere-se ao uso de uma draga para limpar e aprofundar um rio, lago, canal ou outro corpo de água. A draga, por...

Conceito de

drástico

A etimologia de drástico nos leva a “drastikós”, palavra da língua grega. É um adjetivo que pode ser usado para...

Conceito de

quarto

O vocábulo latino “quartu” chegou ao português como quarto. Este é nome do aposento de uma casa que é usado...

ARQUIVOS