Conceito de mapa


Mar 29, 12

O conceito de mapa deriva do termo latim mappa. Trata-se de uma representação gráfica e métrica de uma porção de território sobre uma superfície bidimensional, geralmente plana, embora também possa ser esférica como é o caso dos globos terrestres.

Graças às suas propriedades métricas, o mapa permite tirar medidas de distâncias, superfícies e ângulos, com resultados praticamente exactos. Por isso, os mapas constituem uma importante fonte de informação e permitem desenvolver diversas actividades humanas com base nos dados que eles proporcionam.

A cartografia (a arte de esboçar mapas geográficos) começou com linhas traçadas na areia e na terra. Hoje em dia, as técnicas baseadas na fotografia por satélite não só permitem dar a conhecer o contorno exacto de um país, de um continente ou até do mundo, como também fornecem dados etnológicos, hidrográficos, orográficos e geológicos, por exemplo.

Os historiadores estão convencidos de que foi Tales de Mileto quem elaborou o primeiro planisfério (mapa-múndi) no qual o mundo estava representado como um disco a flutuar sobre a água. Aristóteles, no que lhe diz respeito, foi o primeiro a medir o ângulo de inclinação relativamente ao Equador, levando assim, com o evoluir do tempo, o Homem a chegar à conclusão de que a Terra é esférica, isto é, redonda.

Os cartógrafos trabalham com diversos planos de leitura e técnicas de simplificação à base de cores e simbologias, com o objectivo de proporcionar a maior informação possível e de forma clara. Contudo, a quantidade da informação publicada irá depender sempre da escala usada: quanto mais espaço dedicarmos a uma região, mais elementos informativos obteremos.