Conceito.de

Conceito de datiloscopia

Datiloscopia é a disciplina dedicada à análise das impressões digitais. Suas técnicas permitem identificar indivíduos.

Segundo especialistas, a impressão digital está entre os procedimentos mais confiáveis para a identificação de um ser humano. Isso ocorre devido às características das impressões digitais ou datilares, que são as impressões deixadas pela ponta do dedo quando toca um elemento.

O desenho das pontas dos dedos surge na vida intrauterina e é distintivo de cada indivíduo. Essas linhas são imutáveis e simplesmente começam a desaparecer com a putrefação “post mortem”. Certas lesões profundas podem alterar os desenhos, embora as cicatrizes também sejam elementos de identificação.

Dadas essas particularidades, o Estado é responsável por registrar as impressões digitais dos cidadãos para permitir sua identificação. Nesse contexto, a datiloscopia adquire importância, o que permite às pessoas obter, registrar, classificar e reconhecer as impressões digitais.

Por muitos anos, o método mais comum de obter uma impressão digital era impregnar um dedo com uma substância corante e pressionar a ponta em um papel ou papelão. Atualmente, a datiloscopia usa ferramentas digitais para imprimir e armazenar o desenho.

O Sistema Automatizado de Identificação Datiloscópica (conhecido pelo acrônimo AFIS) é um recurso de datiloscopia usado para comparar e reconhecer impressões digitais. Esse arquivo de computador coleta as impressões digitais de pessoas com antecedentes criminais: se os investigadores que trabalham no local do crime conseguirem coletar impressões digitais, poderão enviar as informações ao AFIS e compará-las com os dados já registrados. Isso pode permitir a identificação do criminoso.