Conceito.de

Conceito de pista

Conhece-se como pista o vestígio, sinal ou indício que permite avançar com uma investigação. As pistas são informações que, uma vez descobertas ou detectadas, servem para inferir ou deduzir novos dados.

Exemplos: “O detective encontrou importantes pistas na cena do crime”, “Deixaram uma mensagem anónima por baixo da porta e não tenho qualquer pista sobre quem poderá ser o autor”, “O crime perfeito não existe: sempre há uma pista de que o investigador pode analisar para descobrir a verdade”.

Uma pista também pode ser uma colaboração ou uma ajuda que se dá a outra pessoa em certos contextos. A intenção de quem dá pistas é que o seu interlocutor consiga descobrir algo por sua conta, sem ter que lhe dar a resposta completa.

Este tipo de pistas pode ser providenciado no âmbito de um jogo (um pai que esconde um brinde surpresa para o seu filho e lhe dá pistas para descobrir a sua localização) ou de uma avaliação (um professor que dá pistas a um aluno para que este se lembre de certos dados e possa responder às perguntas de um exame).

As pistas, noutro sentido, são espaços físicos que estão delimitados para que possam cumprir com uma função específica. Pode-se falar de pistas de carreira, pistas de aterragem, pistas de dança, etc.: “O atleta alemão já ganhou cinco vezes nesta pista”, “O piloto não conseguiu encontrar a pista devido à neve e decidiu adiar a aterragem”.

Uma pista, por fim, pode ser uma banda que faz parte de um disco ou de uma cassete de fita magnética. Estas pistas alojam dados de forma independente que, ao serem reunidos, conferem totalidade a uma obra.