Conceito.de

Conceito de quiromancia

O termo quiromancia deriva da língua grega. O conceito refere-se à prática que consiste em antecipar/prever o futuro de um indivíduo através da interpretação de supostas sinais que aparecem nas linhas das suas mãos.

De acordo com a quiromancia, é possível “ler” as mãos de uma pessoa para ter acesso a informação sobre o seu estado de saúde, às suas características psicológicas e mesmo o seu passado e futuro. Neste sentido, a quiromancia, arte divinatória, faz parte das ciências ocultas ou pseudociências. É importante destacar que não existe nenhuma prova científica que demonstre que, nas pregas e nas linhas da mão esteja escrito o “destino” de uma pessoa.

Os quiromantes afirmam ter a capacidade de obter dados pessoais com base na observação das linhas da mão. A prática ocorre da seguinte forma: a pessoa deve estender a mão esquerda para o quiromante, com a palma virada para cima. O quiromante analisará as três linhas maiores e todas as linhas menores da mão e, com base naquilo que observar, começará a informar o individuo o que consegue detectar

Tendo com conta que nada que avalia os resultados desta prática, a quiromancia torna-se uma questão de fé. As pessoas crêem ou não naquilo que lhes pode dizer um quiromante, uma vez que este não tem forma de demonstrar a validez dos seus supostos estudos e análises.

Por pertencerem ao âmbito do paganismo, na época da Inquisição, os quiromantes eram castigados e acusados de bruxos.