Conceito.de

Conceito de

Taciturno, palavra com origem no vocábulo latino taciturnus, é um adjectivo que faz referência ao tipo de pessoa de poucas palavras ou que sofre de algum pesar. Pode-se entender o conceito como sendo o oposto de loquacidade, verbalização.

Exemplos: “Não confio no Osvaldo: é um homem taciturno, que não conversa com ninguém”, “Há vários dias que me sinto taciturno, pois ainda não consegui assimilar a novidade”, “O idoso, taciturno, apenas respondeu com monossílabos às perguntas dos forasteiros”.

Suponhamos que um actor, cada vez que se apresenta em público, fica afastado do bulício. Cabisbaixo, esta figura prefere não falar com os jornalistas nem manter contacto com os outros. Aliás, recusa deixar-se fotografar pelos seus admiradores ou dar autógrafos. Face a estas atitudes, é possível que a imprensa defina o actor como alguém taciturno.

O facto de estar taciturno pode estar relacionado com a personalidade de um indivíduo ou a algum acontecimento extraordinário. Um jovem alegre e conversador pode mostrar-se taciturno durante vários dias devido a um estudo médico devendo ser realizado. Como este estudo o preocupa bastante, a sua atitude habitual muda. Uma vez que supera o estudo e os resultados o deixam mais descansado, o jovem deixa de estar taciturno e recupera o seu entusiasmo.

Guilherme de Orange-Nassau (1533–1584), mais conhecido pelo nome de Guilherme o Taciturno, foi um príncipe de Orange que participou no confronto contra os reis de Espanha e liderou a luta que derivou na chamada Guerra dos Oitenta Anos. A sua vida chegou ao fim quando foi assassinado por Balthasar Gérard.