Conceito de tessitura


Set 25, 16

A origem etimológica do termo tessitura encontra-se no vocábulo italiano tessitura. O conceito pode ser aplicado relativamente ao estado de espírito/humor ou à atitude que adopta um indivíduo relativamente a um determinado tema.

Exemplos: “Aviso-te desde já que não vais conseguir nada com essa tessitura: é melhor acalmares-te e procura reflectir com serenidade antes de tomar uma decisão errada”, “O presidente manteve a sua dura tessitura relativamente a este assunto”, “Faço sempre por aconselhar aqueles que estão na minha tessitura”.

No âmbito da música, a noção tessitura alude à altura característica de um instrumento ou de uma voz. Neste sentido, a tessitura está associado à gama de sons que se podem emitir.

A tessitura, por conseguinte, inclui a totalidade das notas compreendidas entre a mais aguda e a mais grave que uma voz ou um instrumento podem emitir. No que diz respeito às vozes humanas, esta noção está relacionada com a zona da voz que oferece boa qualidade.

Deste modo, a tessitura de uma voz está relacionada com o intervalo que se pode aproveitar em sentido musical graças à capacidade de a pessoa controlar os sons que emite e de recorrer ao timbre adequado. Isto diferencia a tessitura da extensão vocal, que se forma pela totalidade das frequências que consegue alcançar a voz para além da qualidade e do volume.

Costuma-se dizer que os cantores de ópera devem ter uma tessitura de cerca de duas octavas, mantendo o volume, a vibração e um timbre apropriado.