Conceito de piolho


Mar 30, 15

Qual a criança que nunca teve, nem que seja uma vez na vida, piolhos na cabeça? Trata-se de um incómodo que os pais tentam evitar mas que, por norma, mais tarde ou mais cede, aparece na vida das criança que estão em idade escolar.

Os piolhos são insectos que medem cerca de dois milímetros e que não têm asas. Estes animais são parasitas externos que se alimentam do sangue que extraem dos organismos que se convertem nos seus hóspedes.

Devido à sua grande capacidade de reprodução e à sua capacidade para passar de um hóspede para outro, os piolhos podem ser difíceis de combater. Alojam-se na cabeça dos seres humanos, agarrando-se ao cabelo. Também podem viver entre os pêlos de outros mamíferos e nas penas das aves.

A presença de piolhos numa pessoa é designada pediculose. Existem diversos produtos químicos que procuram eliminar os piolhos e os respectivos ovos (chamados lendas), para que a cabeleira do individuo volte a estar livre de parasitas. Outro tratamento habitual consiste em passar um pente fino para que os piolhos fiquem presos entre as cerdas.

É importante destacar que a pediculose é bastante comum e não costuma acarretar grandes complicações para o indivíduo. Por norma, o único sintoma é a picadela, produzida pela própria presença dos piolhos. Quando a pessoa se coça, pode chegar a ferir-se, o que supõe um potencial risco de infecção. Posto isto, o ideal é evitar coçar-se e recorrer a produtos concebidos especificamente para combater os piolhos.