Conceito de propano


Ago 09, 15

O propano é um hidrocarboneto alifático que dispõe de três átomos de carbono. Este gás, que deriva do petróleo, tem diversas utilizações no âmbito da indústria e mesmo para o lar.

Com fórmula química C3H8, o propano enquadra-se nos alcanos, uma vez que dispõe unicamente de átomos de hidrogénio e de carbono ligados através de elos simples.

Inodoro e incolor, o propano foi descoberto em 1910 como parte das substâncias voláteis presentes na gasolina. Diversos científicos começaram a trabalhar então em processos para liquidificar o gás e transformá-lo num combustível útil, susceptível de ser comercializado.

O propano pode ser obtido a partir de diferentes procedimentos petroquímicos ou mesmo a partir do gás natural. O propano é explosivo em certas condições e em contacto com determinadas substâncias, pelo que a sua produção, comercialização e uso devem realizar-se com muita cautela.

Quando é usado como combustível, o propano deve gerar uma chama totalmente de cor azul. Se a chama ficar avermelhada, laranja ou amarela, é um sintoma de uma combustão deficiente e, por conseguinte, perigosa.

A inalação de propano (isto é, engolir/inalar) pode provocar desde supor até à perda de consciência. Se o gás se encontrar em estado líquido, pode provocar congelação na pele. Em ambos os casos, é necessária atenção médica para evitar danos maiores para a saúde.

Cabe destacar que o propano costuma ser combinado com butano quando usado como combustível. Também pode ser usado em aerossóis ou para a refrigeração de diversos equipamentos industriais.