Conceito de revolução




Nov 24, 11 Conceito de revolução

A revolução é uma mudança ou transformação radical relativamente ao passado imediato, que pode ter lugar em distintos âmbitos (social, económico, cultural, religioso, etc.) em simultâneo. As alterações revolucionárias têm consequências transcendentais e costumam ser consideradas súbitas e violentas, uma vez que se trata de uma ruptura da ordem estabelecida. As revoluções resultam como consequência de processos históricos e de construções colectivas.

A ciência da história estabelece três grandes tipos de revoluções: política, social e económica.

A revolução política é aquela em que é substituído o governo ou, inclusive, é modificada a totalidade do sistema político. As relações sociais (como as de propriedade), em contrapartida, mantêm-se inalteráveis. Para ilustrar este tipo de revoluções, mencionaremos aquelas que tiveram lugar na Europa em 1848, altura em que se generalizou uma onda de manifestações populares que se expandiu a uma grande velocidade.

A revolução social, por sua vez, é uma transformação do conjunto das relações e interacções sociais quotidianas no seio de um espaço territorial liberado, seja uma cidade ou um país. Desta forma, as revoluções sociais, essas sim, alteram as relações de propriedade e transcendem a política, como a Revolução Francesa de 1789 e a Revolução Soviética de 1917.

Por fim, a revolução económica é a mudança drástica das condições de produção, distribuição e consumo dos bens e serviços. O termo é geralmente aplicado às alterações/evoluções tecnológicas, como sucedeu com a chamada Revolução Industrial (marcando assim uma época diferente graças ao uso de novas técnicas, fontes de energia, invenção de maquinarias e novos meios de transporte, entre outras questões).