Conceito.de

Conceito de bolero

O termo bolero pode ser usado de várias maneiras. Seu uso mais frequente está associado a um gênero musical lento que surgiu em Cuba em meados do século XIX.

O bolero, que pode ser dançado, é caracterizado pela melancolia de suas letras e seu compasso de dois por quatro. Em seu primeiro estágio suas canções foram interpretadas em círculos e bares, ainda que posteriormente seu estilo romântico se tenha fortalecido e se tornado muito popular como música para o desenvolvimento de serenatas.

José Vivanco Sánchez, conhecido como “Pepe”, é considerado um dos pioneiros do bolero. Chavela Vargas, Javier Solís, Alfredo Sadel e Lucho Gatica são outros grandes expoentes da primeira fase deste gênero.

Embora a partir de 1960 o bolero tenha perdido popularidade, no final do século XX ressurgiu graças a cantores como Luis Miguel, Cristian Castro e Alejandro Fernández e compositores como Armando Manzanero.

Deve-se notar que, em seu desenvolvimento histórico, o bolero deu origem a vários subgêneros, como o “bolero ranchero” (que é combinado com a música ranchera mexicana) e o “bolero son” (influenciado pelo som de Cuba).

Na Espanha, o bolero é uma dança de tempo moderato e compasso ternário que pode ser dançada individualmente, em pares ou em grupos de pares. Essa dança é considerada uma evolução da “seguidilla”.

Um bolero pode ser também um casaco curto para mulher que chega ao nível da cintura.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (1 de Julho de 2019). Conceito de bolero. Conceito.de. https://conceito.de/bolero