Conceito.de

Conceito de não-binário

Escutar o artigo

Não-binário é um termo usado para referir-se as pessoas que não se caracterizam nem do gênero masculino e nem feminino. Desse modo, esses indivíduos não pertencem de forma exclusiva a um desses gêneros, sendo, na realidade, o não-binário um gênero.

não-binário
Quem é não-binário não se identifique nem como do gênero masculino e nem feminino

A identidade e a expressão de gênero de uma pessoa não-binária não se prendem ao masculino ou ao feminino. Esse gênero é ainda chamado de gênero fluído.

Por identidade de gênero entende-se a autopercepção, sendo algo que se desvincula de fatores externos. Uma pessoa pode se denominar como transgênero ou como cisgênero, onde sendo transgênero ela pode se identificar no gênero binário (sendo homem ou mulher) ou pode ter uma identidade não-binária.

Enquanto isso, a expressão de gênero é o resultado de combinar o comportamento social e os maneirismos, com aparência (penteados, roupas e outros) interior ou exterior, sendo mais focada em apresentar algo feminino ou masculino. Mas quando a pessoa, nesse caso, não apresenta um alinhamento entre o que é considerado feminino ou masculino, então ela seria androginia (que possui características de ambos os sexos ou possui características destacadas do sexo oposto).

Não-binário em inglês é fica como “nonbinary”, contudo esse termo também pode ser escrito “non-binary”, ainda mais nos contextos europeus, nos menos atuais ou mais formais.

Classificações do gênero não-binário

E quem é do gênero não-binário ainda pode se classificar como:

– Agênero (onde há a ausência total de um gênero);

– Neutrois (a identidade de gênero aqui é neutra)

– Bigênero (identidade de gênero caracterizada como dupla ou como ambígua)

– Poligênero (há pluralidade ou multiplicidade na identidade de gênero, ou seja, essa pessoa pode ter vários gêneros);

– Gênero-fluido (essa se trata de uma identidade de gênero que é fluida);

– Intergênero (identidade de gênero que é identificada como tendo uma interligação com uma variação intersexo);

– Demigênero (aqui estão classificados aqueles que possuem uma identidade de gênero que é parcial);

– Trigênero (já essa é uma identidade de gênero que é tripla);

– Pangênero (e essa é uma identidade de gênero que é infinita).

Identidade de gênero e sexualidade

conceito de não-binário
O não-binário é ainda chamado de gênero fluído

É preciso entender que a identidade de gênero é algo que se diferencia da sexualidade.

Se de um lado a identidade propriamente se trata da maneira com a qual o indivíduo se apresenta para a sociedade eliminando o fator relacionamento e adicionando o fator gênero, a sexualidade, por sua vez, diz respeito ao gosto da pessoa no que que refere a atração física por outro individuo, também atração sexual ou mesmo romântica.

Linguagem não binária

As pessoas que são não-binárias possuem também a sua própria linguagem, que é a linguagem neutra, ainda conhecida como linguagem não-binária. E a mesma tem sido implementada tanto entre esse público, como tem sido adotada também por pessoas que são binárias.

Na linguagem não-binária, é feito o uso de termos a fim de que não seja determinado o gênero de alguém como masculino ou feminino. Desse modo, as pessoas não se identificam nem como homem e nem como mulher poder se classificar de forma neutra com essa linguagem.

Mas na língua portuguesa já existem algumas expressões e termos usados que proporcionam essa não-binariedade, tais como as formas coletivas e outros que tornam possível falar sobre uma ou mais pessoas sem trazem recursos da binaridade de gênero.

Um exemplo do uso de algo assim seria a frase “os profissionais da empresa”, que não expressa um gênero masculino ou feminino. Logo, no português existem vários recursos para que se possa referir-se a uma pessoa sem que faça caso da binaridade.

A bandeira de não binário

Quem se identifica como não-binário possui a sua própria bandeira, a qual foi criado no ano de 2014 por Kye Rowan. Essa bandeira conta com quatro faixas com cores distintas, sendo que cada cor representa algo.

A faixa que é na cor amarela é usada para fazer a representação daqueles que não se identificam nem com um gênero (masculino) e nem com outro (feminino).

Já a faixa branca é usada para a representação dos que são de vários gêneros, sendo homens e mulheres.

Por sua vez, a faixa de cor roxa representa a fluidez e multiplicidade no que diz respeito as experiências de gênero. Ela representa então a unicidade e a flexibilidade no que tange as pessoas não binárias.

E há, por fim, a faixa preta, que diz respeito as pessoas que se denominam como agênero ou sem gênero.

Mas além dessa bandeira, já houveram muitas outras para representar as pessoas não-binárias, contudo, tais bandeiras não tiveram e não têm tanta popularidade quanto essa descrita.

A bandeira genderqueer (que possui as cores lavanda, branca e verde), por exemplo, foi criada também com o objetivo de se tornar uma bandeira não-binária, porém a comunidade decidiu que seria ideal possui uma bandeira específica para aqueles que se identificavam como não-binários.

Citação

SOUSA, Priscila. (26 de Agosto de 2022). Conceito de não-binário. Conceito.de. https://conceito.de/nao-binario