Conceito.de

Conceito de castidade

O termo castidade, que deriva da palavra latina “castitāte”, refere-se à condição de casto: alguém que decide abster-se de prazeres carnais. A castidade está geralmente associada à decisão de não fazer sexo.

Muitas religiões consideram a castidade como uma virtude. No cristianismo, por exemplo, a castidade está ligada ao domínio dos instintos e sua orientação para causas superiores. Dessa maneira, a sexualidade é limitada à procriação. Relações sexuais que se desenvolvem fora do casamento, masturbação e luxúria são consideradas ações que destroem essa virtude.

Seguindo esse raciocínio cristão, a castidade permite elevar e consagrar o amor a Deus. É por isso que padres e freiras devem fazer voto de castidade e respeitar o celibato. Isso implica que os homens e mulheres que se tornam ministros consagrados não podem manter relações sexuais.

O conceito de castidade conjugal refere-se à castidade que é mantida igualmente por duas pessoas que estão casadas.

Um cinto de castidade, por outro lado, é um dispositivo que impede alguém de ter relações sexuais. São calcinhas ou cuecas metálicas que fecham com uma chave e, usadas por uma mulher, tornam impossível que um homem a penetre. Nos tempos antigos, algumas mulheres eram forçadas a usar um cinto de castidade como método de preservar a virgindade.

Atualmente, existem cintos de castidade que são usados como brinquedos sexuais, especialmente no contexto de jogos sadomasoquistas.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (12 de Setembro de 2019). Conceito de castidade. Conceito.de. https://conceito.de/castidade