Conceito.de

Conceito de curinga

O conceito de curinga é usado em certos jogos para nomear a face de um dado, ficha ou carta que permite substituir outra, ou que é aplicado(a) para obter algum tipo de benefício. Os curingas surgiram na segunda metade do século XIX e acabaram se tornando populares.

Nos baralhos atuais, geralmente existem dois curingas. A figura escolhida para representar os curingas, como a cor do cartão, depende de cada gráfica. Normalmente, o curinga é representado como um bobo da corte ou menestrel, embora essa escolha possa variar.

O uso do curinga depende de cada jogo. No “chinchón”, por exemplo, o curinga permite substituir qualquer carta. Como o objetivo é manter a menor quantidade de pontos possível, é importante se livrar dos curingas, pois eles somam 25 ou 50 pontos. Por outro lado, no truco, para citar outro jogo de cartas, os curingas não são utilizados.

Na linguagem coloquial, diz-se que um elemento ou indivíduo é um curinga quando exerce várias funções: “O jovem venezuelano se tornou o curinga do time: ele pode jogar na defesa, no meio-campo ou até no setor ofensivo”, “Para o presidente, Gomez é um curinga: ele já ocupou cargos em quatro ministérios diferentes”, “Este casaco é um curinga, que utilizo em eventos formais ou ocasiões informais”.

Por fim, no campo da informática chama-se curinga ao caractere usado em uma busca que representa quaisquer outros caracteres (normalmente, um asterisco).