Conceito.de

Conceito de divagar

O uso mais comum de divagar está ligado a uma expressão que se desenvolve sem um objetivo específico ou direção fixa. Pode ser o ato de escrever ou falar dessa forma.

Por exemplo: “Você pode parar de divagar? Vá direto ao ponto”, “O homem começou a falar do seu trabalho e acabou divagando”, “Quando o dono da empresa começou a divagar, os funcionários se entreolharam”.

Divagar também pode significar se afastar do tópico principal ou central de uma palestra ou discurso.

Suponhamos que um jogador de futebol seja convidado a uma escola para conversar com os alunos sobre a importância de manter hábitos saudáveis e cuidar do corpo. O atleta inicia sua palestra referindo-se à sua alimentação e exercícios físicos, mas a seguir começa a contar como foi sua infância e a descrever o bairro de sua infância. Ao afastar-se do tema que motivava a sua visita ao estabelecimento de ensino, pode-se dizer que o jogador de futebol se dedicou a divagar sem perceber.

Em geral, o fato de divagar é involuntário: a pessoa se distrai ou perde a concentração e não percebe que está insinuando coisas que nada têm a ver com sua comunicação original. No entanto, às vezes ela divaga deliberadamente para confundir o interlocutor. Se uma mãe exige que seu filho lhe explique por que chegou tarde em casa ontem à noite, o menino pode começar a divagar para não se concentrar no verdadeiro motivo.