Conceito.de

Conceito de efluente

A Michaelis, em seu Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, define um efluente como um resíduo (em forma de fluido ou gases) lançado para o meio ambiente. O termo proveniente do verbo efluir, se refere à fuga para o exterior de um gás ou líquido.

Por exemplo: “Um efluente poluente atingiu o lago e causou a intoxicação massiva de peixes”, “Para sermos sustentáveis, temos que apostar em fábricas que não gerem efluentes e que, portanto, sejam amigas do meio ambiente”, ” O governo nacional investiu dez milhões de reais para melhorar o tratamento de efluentes de esgoto na zona ribeirinha”.

Os efluentes constituem um problema para a ecologia porque muitas vezes são poluentes. É por isso que existem leis que estabelecem como as indústrias devem tratá-los ou descartá-los. Quando os efluentes não tratados entram nos cursos d’água, podem ocorrer sérios problemas ambientais, afetando a saúde de pessoas e animais.

No campo da hidrologia, efluente refere-se ao curso d’água que surge de um rio ou lago como uma ramificação. O curso que, em contrapartida, se junta a um rio ou lago, é chamado de afluente.

A confluência é o local para onde convergem esses cursos: os que saem (efluentes) e os que chegam (afluentes). Os efluentes podem ser naturais, como os que surgem nos deltas; ou artificiais, criados por humanos para fornecer água a uma população ou para fins de irrigação. No caso de efluentes artificiais, geralmente são canais ou acéquias.