Conceito.de

Conceito de engenharia de sistemas

A engenharia de sistemas é uma cadeira universitária que se encarrega do design (concepção), da programação, da implementação e da manutenção de sistemas. Ao contrário de outros ramos da engenharia, esta área não trata de produtos tangíveis (os engenheiros civis, por exemplo, constroem edifícios), mas sim de produtos lógicos.

Como tal, a engenharia de sistemas implica o uso de noções matemáticas que permitam concretizar a aplicação tecnológica das teorias dos sistemas. Trata-se de uma ciência interdisciplinar, que requer diversos conhecimentos para expor (ou retratar) os seus desenhos/projectos na vida prática.

A engenharia de sistemas permite transformar uma necessidade operativa numa descrição dos parâmetros do desempenho de um sistema, com a sua configuração correspondente. Por outro lado, possibilita a integração dos parâmetros técnicos relacionados de tal modo que as interfaces de programa e funcionais sejam compatíveis e seja garantido o funcionamento do sistema total.

Ao realizar o seu trabalho, o especialista desta área deve garantir que o sistema obedeça aos princípios de fiabilidade, manutenção, segurança e eficiência, entre outros.

O engenheiro de sistemas encarrega-se das diferentes etapas de um projecto relacionado com os sistemas. Nesse sentido, analisa o rendimento económico, a efectividade dos recursos humanos e o uso tecnológico vinculado às suas criações.

Em termos concretos, o engenheiro de sistemas pode dedicar-se ao desenvolvimento e à implementação de redes complexas, à programação de aplicações informáticas e à manipulação de base de dados, por exemplo.

Os profissionais em engenharia de sistemas são muito requisitados actualmente face ao avanço da tecnologia e à necessidade de informatização que têm as empresas.