Conceito.de

Conceito de lâmpada

Uma lâmpada é um dispositivo que atua como suporte de uma ou mais luzes artificiais e que serve para iluminar. Pode tratar-se de um objeto pendurado ou sustentado sobre uma base ou um pé.

Exemplos: “Ontem, comprámos uma lâmpada nova para a mesinha da sala”, “Fundiu a lâmpada do escritório”, “Levantei-me meio a dormir e fui contra a mesinha de cabeceira, acabando por atirar com a lâmpada para o meio do chão”.

Os candeeiros são os utensílios que permitem que os dispositivos geradores de luz (conhecidos como focos ou lâmpadas) estejam ligados à eletricidade. Cumprem, no entanto, outras funções, uma vez que distribuem a luz emitida pela lâmpada (evitando o deslumbramento) e servem para decorar.

Existem uma ampla variedade de lâmpadas (ou candeeiros). As lâmpadas de pé são aquelas que se apoiam no chão, ao passo que as lâmpadas de teto estão penduradas. As lâmpadas de mesa, por sua vez, encontram-se em diversos tipos de mesas.

Uma lâmpada, mais concretamente um candeeiro, é formada por um pé (a base ou o suporte), um braço (que é flexível em alguns modelos) e um vidro ou abat-jour (para atenuar a iluminação e propagar a luz). Esta estrutura, obviamente, pode variar em função do tipo de lâmpada. Existem, por exemplo, lâmpadas fluorescentes.

A lâmpada incandescente foi a primeira de muitas outras, sendo que atualmente ela não pode mais ser encontrada.

Existem hoje diferentes tipos de lâmpadas que são:

– Lâmpada fluorescente: esse tipo é bastante comum, estando em ambientes residenciais e públicos. Ela é mais econômica e possui maior durabilidade do que uma lâmpada incandescente. Ela existe em formato compacto e tubular;

–  Lâmpada de halogênio: essa é uma lâmpada do tipo incandescente, contudo que não apresenta risco e ainda pode ser usada nos dias de hoje, pois sua faixa de potência está entre 41 a 60 watts. Para que seja acesa é necessário o uso de halogênio como o bromo ou o iodo;

– Lâmpada de led: um tipo que tem se popularizado bastante por ser econômica, sendo eficiente e bonita também. Mas outra vantagem do uso dela nas residências é que possui uma vida útil longa, o que ajuda a proporcionar ainda mais eficiência no quesito durabilidade. As lâmpadas desse tipo contam com ótimo custo-benefício e são recomendadas para uso doméstico. Diferente dos outros tipos, que precisam queimar um catodo para gerar luz, a lâmpada de led funciona por meio de um diodo que emite luz que consegue acender várias vezes sem queimar;

– Lâmpada de filamento: esse é um tipo mais com um objetivo decorativo. Ela se parece com a lâmpada incandescente, mas que possui um formato diferenciado a fim de adornar luminária ou pendentes. Como não é uma lâmpada econômica, ela é voltada mais para decoração, não sendo eficiente como a lâmpada de led ou a fluorescente.

Por fim, a expressão “não ter azeite na lâmpada” significa “não ter forças”.