Conceito.de

Conceito de poluição sonora

O ato e o resultado de poluir conhece-se como poluição. É um processo que se refere a alterar, de maneira prejudicial, as condições normais ou naturais de algo. Por sua vez, sonora é algo que tem som (gera um ruído).

A poluição sonora, nesse contexto, refere-se a um excesso de ruído que modifica as características do ambiente em uma região. Também conhecida como poluição acústica, essa alteração ambiental afeta negativamente a qualidade de vida.

Ao contrário da poluição do ar, da água ou do solo, a poluição sonora não é cumulativa nem persiste ao longo do tempo após a ocorrência. Se por dez dias consecutivos os resíduos industriais forem jogados em um rio ou campo, essa contaminação se acumulará ao longo do dia e permanecerá no local até que algum tipo de saneamento seja realizado. A poluição sonora, por outro lado, existe enquanto a fonte que gera o ruído permanece ativa; depois, desaparece.

O ruído, quando considerado um poluente, é um som estrondoso e persistente que causa desconforto e até danos a seres humanos e animais. Os distúrbios causados pela poluição sonora podem ser físicos ou psicológicos.

O tráfego aéreo nas áreas urbanas, a operação de máquinas nas vias públicas e a música tocada muito alta pelos alto-falantes são alguns exemplos de poluição sonora. As pessoas constantemente sujeitas a esses estímulos podem ter problemas nos tímpanos ou ter dificuldade para descansar, para citar algumas possibilidades.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (28 de Dezembro de 2019). Conceito de poluição sonora. Conceito.de. https://conceito.de/poluicao-sonora