Conceito.de

Conceito de radioteatro

Radioteatro é um conceito que se usa em alguns países sul-americanos como sinónimo de radioromance. Trata-se de uma romance que se transmite através da radiodifusão.

O radioteatro, por conseguinte, é composto por palavras, efeitos sonoros e música que permitem contar uma história. Ao contrário dos romances que são transmitidas na televisão, neste caso o público deve imaginar-se os acontecimentos, uma vez que, obviamente, a rádio não tem imagens.

À semelhança do que acontece noutras formas de arte, o radioteatro tem essa limitação, uma vez que os actores e os produtores de som devem fazer um esforço maior para comunicar as histórias, o qual pode resultar numa experiência mais intensa do que aquela que é proporcionada pela televisão ou o cinema, especialmente graças à intimidade que existe entre a rádio e o ouvinte.

Quer acreditemos, quer não, que “uma imagem vale mais que mil palavras”, é inegável que os filmes não devem tomar o tempo de descrever textualmente a tristeza de uma personagem, ou a intensidade do vento, como deve sim fazer um escritor nas linhas que compõem as suas criações. Da mesma forma, os participantes de uma produção de radioteatro precisam de conseguir que a ausência de imagens visuais não afecte negativamente o conteúdo ou a compreensão do público, e isso faz que não possa ser comparado com a literatura ou o cinema, embora as tendências tenham conseguido que estes últimos o deslocaram.

Na primeira metade do século XX, os radioteatros estavam entre as alternativas de lazer mais populares em todo o mundo. Porém, a invenção da TV fê-lo perder espaço e, aos poucos, os radioteatros começaram a desaparecer. Actualmente, uma percentagem bastante baixa da programação radial é ocupada por radioteatros.

quem faça a distinção entre radioteatros e radioromances, registando que as radioromances são séries que se emitem por capítulo enquanto os radioteatros são equivalentes às obras de teatro (que começam e finalizam numa mesma emissão, sem que haja interrupções).
Um dos radioteatros mais famosos da história foi emitido a 30 de Outubro de 1938, quando o norte-americano Orson Welles adaptou a romance “A guerra dos mundos”, de H.G. Wells. Apesar de, inicialmente, se esclarecer que se tratava de uma obra de ficção, ouvintes que sintonizaram o radioteatro com a emissão já começada, pensaram que, efectivamente, a Terra estava a ser atacada por extraterrestres. Deste modo, houve uma agitação popular e os serviços de emergência colapsaram face aos alarmismos das pessoas.

Apesar de, hoje em dia, o radioteatro já não gozar da mesma popularidade que as outras formas de entretenimento, graças ao trabalho das pessoas que continuam a crer no potencial de contar uma história sem imagens visuais, ainda conserva o seu espaço no mundo radiofónico.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

colchão

O termo colchão refere-se a um elemento de forma retangular fabricado com materiais elásticos ou macios e que, localizado em...

Conceito de

coenzima

Coenzimas são componentes de enzimas. São substâncias orgânicas não proteicas que participam de reações catalisadas por...

Conceito de

colapso

O termo latino “collābi” que pode ser traduzido como cair, derivou na palavra “collapsu”. Essa palavra...

Conceito de

colágeno

O colágeno é uma proteína encontrada nos ossos, cartilagens e tecido conjuntivo. Secretado por certas células e presente em...

Conceito de

coincidência

Coincidência é o ato e o resultado de coincidir: acontecer ao mesmo tempo, estar de acordo, convergir. Coincidência também...

Conceito de

coexistência

Coexistência é a situação que ocorre quando um sujeito ou uma coisa existe ao mesmo tempo que outro ou outra. Coexistir, em...

Conceito de

foguete

A palavra foguete é um conceito que tem vários significados em nossa língua. Um foguete pode ser um dispositivo que se desloca...

Conceito de

coifa

O termo coifa provém do latim tardio “cofĭa” e faz referência a um tocado pequeno e de cor branca utilizado pelas criadas,...

ARQUIVOS