Conceito.de

Conceito de retrocesso

O termo latino retrocessus converteu-se, na nossa língua, em retrocesso. Trata-se do processo e do resultado de retroceder (recuar, voltar pelo mesmo caminho que se percorreu).

Exemplos: “O alude bloqueou o caminho e forçou o nosso retrocesso: isso impediu-nos de chegar ao cume da montanha”, “A pressão do rival obrigou o retrocesso da equipa local, que teve que defender na sua própria área de residência”, “Esta falha representa um retrocesso, mas continuaremos a lutar até que se faça justiça”.

O retrocesso pode ser físico ou simbólico. Suponhamos que um casal faça uma excursão numa montanha, avançando por um sendeiro ou até que o mesmo seja interrompido por um precipício. O aparecimento do abismo exigiu o retrocesso destas pessoas: continuavam a caminhar, caíam. Por isso, tiveram que regressar e voltar sobre os seus passos.

Quando o retrocesso é simbólico, costuma marcar a perda de um benefício ou o distanciamento de uma meta. Se uma pessoa que está a poupar dinheiro para comprar um automóvel, deve realizar um gasto inesperado no seu lar porque partiu um cano da sua cozinha, esse gasto suporá um retrocesso no caminho para o seu objectivo.

Para a medicina, o retrocesso implica um recrudescimento de um transtorno ou de uma doença que, inicialmente, estava a ser curado: “Os médicos informaram que houve um retrocesso na recuperação do cantor devido a um novo foco infeccioso”.

Retrocesso, por último, é o movimento provocado por uma arma de fogo depois de realizar um disparo. Esse movimento desenvolve-se para trás, isto é, em direcção contrária à de saída da bala.