Conceito.de

Conceito de sereia

O vocábulo latino sirēna derivou em sereia, um termo que faz referência a uma figura mitológica que, inicialmente, designava uma criatura com corpo de uma ave e torso de uma mulher. Com o tempo, porém, a ideia de sereia começou a associar-se a uma criatura metade peixe, metade mulher.

As sereias são ninfas: deidades femininas que costumam associar-se a um sítio natural específico. No caso das sereias, de acordo com a mitologia, encontram-se no oceano e seduzem os navegantes graças ao seu canto. A voz da sereia, de facto, tem a capacidade atrair os homens.

Ao longo da história, as sereias foram representadas de distintas formas. É hábito encontrar figuras de sereias com os peitos à mostra ou tapados pelo cabelo. Por norma, a parte feminina das sereias é representada com grande beleza e linhas harmoniosas.

Numerosas histórias literárias e tradicionais têm como protagonistas as sereias. Uma das suas aparições mais famosas encontra-se na Odisseia, o poema que se atribui a Homero. Neste relato, Ulisses decide tapar os ouvidos aos seus marinheiros para que, ao atravessarem o mar, os homens não sejam tentados/atraídos pelo canto das sereias. Por sua vez, este faz-se atar ao mastil do navio para ouvir as sereias sem se atirar à água.

“A Pequena Sereia”, por sua vez, é um famoso conto de Hans Christian Andersen que foi adaptado ao cinema com grande êxito pela Walt Disney Pictures em 1989.