Conceito de trovador


Dez 30, 14

Trovador é um termo que pode ser usado como adjectivo ou substantivo. O conceito está associado ao verbo trovar, cuja acção consiste em criar e interpretar versos e diversas composições de tipo poético. Uma trova, de facto, é um verso ou uma certa classe de criação métrica.

No que toca ao uso histórico da noção, pode-se dizer que um trovador era um bardo e cantor da Idade Média que interpretava verbos escritos em língua occitana. O trovador também podia ceder os seus versos a um jogral, o qual tratava de os interpretar.

Os trovadores apresentavam-se nas cortes com as suas mensagens políticas e sociais. Muitas das vezes, eram nobres que trovavam por diversão, embora também houvesse trovadores de menor prestígio social que recorriam à sua arte para conseguir protecção e ajuda.

A trova, por outro lado, é o nome que recebe um género musical que surgiu em Cuba em finais do século XIX. Com o tempo, expandiu-se para outros países e passou a associar-se com todos aqueles cantautores de protestação/intervenção, cujas composições procuram denunciar a injustiça ou incentivar a mudança social.

Um dos cantores que costuma receber a designação de trovador é o Cubano Silvio Rodríguez, criador de temas bastante populares como “Ojalá” e “Unicornio”. Outro cantautor que faz parte do movimento que se conheceu como Nova Trova Cubana é Pablo Milanés.

Fora de Cuba, na Argentina, tende a falar-se de Trova Rosarina em referência a um grupo de cantantes da cidade de Rosario (Província de Santa Fé) que se destacou por renovar o cancioneiro popular argentino. Entre os seus máximos referentes/expoentes destacam-se Juan Carlos Baglietto e Silvina Garré.