Conceito de fusão




Ago 19, 12 Conceito de fusão

Com origem no latim fusĭo, o conceito de fusão permite descrever o acto ou a consequência de fundir ou de se fundir (isto é, de derreter e liquefazer diversos corpos sólidos como é o caso dos metais e conseguir que de duas ou mais coisas fique apenas uma).

De acordo com a teoria, conhece-se como fusão o procedimento de carácter físico que implica uma mudança de estado numa matéria que passa de sólido a líquido. Ao aquecer a matéria em estado sólido, assiste-se a uma transferência de energia para os átomos, que começam a vibrar com maior rapidez.

Pode-se dizer que fusão e fundição fazem referência a um mesmo procedimento, embora o segundo conceito esteja reservado aos metais e aos sólidos cristalinos que se liquefazem a temperaturas elevadas.

Convém destacar que também se chama calor de fusão àquele que é absorvido pela matéria durante a sua modificação sem que se constate uma mudança de temperatura. Por outro lado, o ponto de fusão é a temperatura à qual um sólido se transforma em líquido.

A chamada fusão nuclear é uma reacção que tem lugar quando se unem dois núcleos ligeiros, os quais geram um núcleo de maior peso (com mais massa atómica) e um nível maior de desprendimento de energia.

Noutra acepção, a fusão é uma união de interesses, ideias ou partidos. Na área dos negócios, a fusão tem lugar quando duas ou mais empresas reúnem os seus patrimónios para formar uma nova sociedade. A fusão também pode produzir-se entre partidos políticos, clubes ou organizações de outro tipo.

Por fim, na música, a fusão (ou “fusion”, do inglês) é o subgénero que combina vários estilos e ritmos. Por exemplo: o jazz fusion.