Conceito de bajulação


Nov 01, 13

Bajulação é a acção e o efeito de bajular (demonstrar afecto ou reconhecimento por alguém, dar motivo de satisfação, adular, elogiar). O termo também permite referir-se à coisa que se bajula.

Exemplos: “A professora fez-me várias bajulações pelo meu trabalho prático sobre a digestão dos felinos”, “O Cristiano Ronaldo merece ser bajulado pela sua grande actuação no último jogo”, “Não tens de ficar contente: o que te estou a dizer não é uma bajulação, é a mais pura das verdades”.

Uma bajulação, por conseguinte, é uma expressão que demonstra que, quem a pronuncia, tem a intenção de felicitar a outra pessoa. Se alguém disser “Felicito-te pelo teu carro novo”, esta frase pode ser entendida como uma bajulação.

Às vezes, a bajulação depreende-se da expressão, sem necessariamente a pessoa dizer a sua intenção de bajular. Quando um comentador desportivo diz “Gómez está a fazer um excelente jogo tanto na recuperação da bola como na criação de jogadas ofensivas”, está a fazer uma avaliação sobre a actuação do jogador em questão que, pelo seu tom, também é uma bajulação.

De acordo com o contexto, uma bajulação também pode ser um piropo, uma lisonja ou um elogio: “Estou fascinado com os teus olhos azuis!”, “Nunca conheci nenhuma rapariga tão bonita como tu”.

Bajular, por último, é por vezes uma adulação exagerada que se leva a cabo com segundas intenções, isto é, com o objectivo de conseguir algum favor: “Deixe-me dar-lhe os meus parabéns, admiro a forma como conseguiu resolver esta situação” (um comentário que um funcionário pode fazer ao seu superior com vista a prender a sua atenção).