Conceito.de

Conceito de biologia marinha

O termo francês “biologie”, que vem de uma palavra grega, chegou à nossa língua como biologia: a ciência que se dedica ao estudo da composição, desenvolvimento, ligações e funções dos seres vivos. Marinha, por outro lado, é tudo ligado ao mar (um corpo de água salgada).

Essas definições nos permitem entender precisamente o que é a biologia marinha. Trata-se da especialidade científica orientada para a análise dos organismos que vivem no mar. A biologia marinha, portanto, estuda os animais e plantas dos oceanos.

Pode-se dizer que a biologia marinha abrange noções de biologia, geografia, física, química e geologia para entender os diferentes fenômenos que ocorrem nos ecossistemas marinhos. Se levarmos em conta que mais de 70% da superfície do planeta Terra é coberta por oceanos, a relevância da biologia marinha é evidente.

Devido à imensa variedade de espécies que habitam o mar, os biólogos marinhos costumam trabalhar com animais muito diversos. O zooplâncton, por exemplo, é composto de microrganismos que flutuam na água. Baleias, por outro lado, são outros animais aquáticos que podem medir 15 metros e pesar cerca de 40 toneladas. O zooplâncton e as baleias fazem parte dos estudos de biologia marinha.

É importante ter em mente que a poluição da água causa estragos na vida marinha. É por isso que a biologia marinha tenta preservar as espécies que vivem no mar por meio de diversas ações, como o desenvolvimento de campanhas de conscientização para alertar sobre certas ações do homem que estão destruindo os ecossistemas aquáticos.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (18 de Junho de 2019). Conceito de biologia marinha. Conceito.de. https://conceito.de/biologia-marinha