Conceito.de

Conceito de blasfémia

Uma blasfémia é uma afirmação ou um comentário que ofende ou ultraja um ser ou algo sagrado. O conceito provém do termo latino blasphemĭa que, por sua vez, deriva do grego blasphēmía.

Antes de aprofundar a definição de blasfémia, por conseguinte, devemo-nos focar no conceito de sagrado. Por sagrado entende-se aquilo que tem um vínculo com uma divindade e que é objecto de culto e veneração. Uma imagem de Jesus Cristo ou uma bíblia são objectos sagrados para o cristianismo.

Quando alguém ataca verbalmente estes elementos sagrados, pronuncia uma blasfémia. O mesmo se pode dizer quando agride ou burla de maneira directa uma divindade. Em muitos países, existem leis que castigam as blasfémias uma vez que são consideradas agressões contra Deus ou contra os deuses.

As blasfémias muitas das vezes surgem a partir de uma irreverência para com objectos, personagens ou ritos relacionados com a religião. O indivíduo pode até nem ter a intenção de ofender os crentes/fiéis, mas as suas palavras provocam na mesma um sentimento negativo.

Há teocracias que sancionam aqueles que proferem ou praticam blasfémias com a pena de morte. Noutras nações, no entanto, é privilegiada a liberdade de expressão e não existem normas que castiguem as blasfémias.

Quando, em 1988, publicou o seu livro “Os versos satánicos”, o escritor Salman Rushdie foi acusado de blasfemo. O aiatola Ruhollan Jomeiní, neste âmbito, ordenou através de um edicto religioso que Rushdie fosse executado por ofender o islão.
Desde então, o autor continua custodiado, uma vez que recebe ameaças de morte por parte de fanáticos religiosos que consideram que a sua obra contém blasfémias.