Conceito.de

Conceito de ciclone

A noção de ciclone vem do termo francês “cyclone” que tem sua origem etimológica no idioma grego (especificamente, no termo “kýklos”, círculo).

Um ciclone é um vento de grande intensidade que gira em círculos como um redemoinho. O conceito também pode estar ligado ao fenômeno que se desenvolve quando esses ventos ocorrem com tempestades, gerando borrascas.

Os ciclones se originam na área da atmosfera onde a pressão é mais baixa que a pressão dos arredores. A intensidade do vento pode causar todos os tipos de danos; as chuvas torrenciais também costumam causar inundações.

É comum que ideias como ciclone, furacão e tufão sejam usadas como sinônimos na linguagem cotidiana. Os meteorologistas explicam que são fenômenos semelhantes: se o sistema é formado no Pacífico Oeste, é chamado de ciclone ou tufão, se é formado no Atlântico Norte chama-se furacão. Também se pode chamar furacão à última fase do ciclone, que completa o processo iniciado com uma perturbação tropical, seguido de uma depressão tropical e depois uma tempestade tropical.

A velocidade do vento em um ciclone é de pelo menos 119 quilômetros por hora. O olho do redemoinho tem um diâmetro em torno de 30 quilômetros, embora já tenham ocorrido ciclones com cerca de 100 quilômetros de diâmetro em seu centro.

Os ciclones são classificados nas categorias de 1 a 5. Os mais intensos são os ciclones da categoria 5, com ventos de mais de 252 quilômetros por hora.