Conceito.de

Conceito de coacervados

Coacervados são sistemas formados pela união de moléculas complexas, como proteínas e aminoácidos. Esses elementos são qualificados como seres vivos primitivos, pois, segundo os biólogos, foram fundamentais no desenvolvimento da vida no planeta Terra.

O russo Aleksander Oparin foi quem descobriu que era possível gerar membranas lipídicas sem vida. Após várias experiências, ele conseguiu produzir gotas com um alto nível de biomoléculas, isoladas do meio aquoso por uma membrana primária. Ele chamou essas gotas de coacervados.

Nos coacervados, desenvolvem-se reações químicas que dão origem a sistemas cada vez mais complexos. À medida que essa complexidade progride, os coacervados se separam do meio aquoso e se tornam unidades independentes que interagem com o ambiente.

Pode-se dizer que coacervados são grãos ou gotas delimitados por uma membrana. Tratam-se de conjuntos de moléculas que apresentam duas fases: as moléculas de água circundam os grãos que possuem várias substâncias químicas. Assim, forma-se uma camada que separa os coacervados do líquido em que se desenvolvem.

Uma teoria indica que, na atmosfera primitiva da Terra, havia água, dióxido de carbono, amônia e metano. As descargas elétricas e os raios do sol proporcionaram as condições para o surgimento dos coacervados, que teriam surgido no oceano, onde já foram encontrados diferentes materiais orgânicos. A absorção desses materiais orgânicos permitiu a nutrição dos coacervados, que começaram a se desenvolver e gerar moléculas mais complexas. Seguindo essa teoria, as células atuais seriam a evolução dessas moléculas.