Conceito.de

Conceito de compostagem

A palavra francesa “compostage” que pode ser traduzida como umidificação, chegou ao nosso idioma como compostagem. O conceito refere-se ao húmus obtido artificialmente quando os resíduos orgânicos se decompõem a quente.

Deve-se notar que o húmus é a substância formada à superfície do solo pela decomposição de plantas e animais. A compostagem pode incluir cascas de frutas, restos de vegetais, pedaços de madeira e folhas secas, entre outros materiais.

A decomposição de resíduos orgânicos pode ser realizada pela ação de agentes microscópicos ou macroscópicos. Entre os primeiros estão as bactérias e fungos, enquanto no segundo grupo encontramos formigas e minhocas, entre outros animais.

A compostagem, uma vez obtida, é um adubo de alta qualidade. Graças aos vários microrganismos que contém, contribui para a síntese de vitaminas, enzimas e outras substâncias, sendo muito útil para que o solo esteja em equilíbrio biótico.

Para tirar partido da compostagem sem que haja proliferação de agentes patogênicos, é necessária uma temperatura elevada. Portanto, ao nível industrial, costuma-se construir sistemas especializados que permitem a decomposição de resíduos orgânicos e a criação de compostagem sem o risco da presença de pragas.

A compostagem, no entanto, pode ser obtida em casa. Nesse caso, são utilizados recipientes conhecidos como compostadores, onde ocorre a conversão de resíduos orgânicos em compostagem. Esses compostadores, que devem assegurar o isolamento térmico e permitir a ventilação, são geralmente feitos de plástico, embora existam vários modelos de acordo com os requisitos e necessidades.