Conceito.de

Conceito de corporativismo

A ideia de corporativismo tem usos diferentes. Um dos significados refere-se à doutrina que promove a intervenção do Estado na resolução de conflitos que ocorrem no local de trabalho, apelando ao desenvolvimento de empresas que reúnem trabalhadores e empregadores.

Nesse contexto, o corporativismo é um tipo de organização socioeconômica baseada na economia planificada e no sindicalismo. De acordo com essa doutrina, as associações empresariais, profissionais e sindicais devem se unir através de empresas que estão sob a órbita do Estado.

No corporativismo, a atividade política é desenvolvida por representantes sindicais. Dessa maneira, cria-se uma estrutura piramidal onde o poder é exercido verticalmente.

Através do corporativismo, a sociedade é organizada de acordo com associações (corporações) que representam os interesses específicos de um grupo. A intervenção do Estado nessas empresas, de acordo com a doutrina, permite neutralizar conflitos. Deve-se notar que as empresas podem ter poderes reguladores e ser criadas como o meio obrigatório de representação política de suas afiliadas.

O corporativismo, por outro lado, é a denominação que recebe a atitude ou posição que um setor assume para defender de maneira taxativa e incondicional os interesses de seus membros. Se os jornalistas de um país justificam sempre a conduto de quem exerce essa profissão, mesmo perante erros e falhas, pode falar-se do corporativismo existente no jornalismo. O corporativismo dos jogadores de futebol, por outro lado, pode levar esses atletas a não aceitarem críticas de pessoas que nunca jogaram profissionalmente.