Conceito.de

Conceito de anarquia

Anarquia é um conceito que deriva da língua grega e que faz menção à ausência de poder público. Face a semelhante situação, o Estado encontra-se numa posição delicada e já não pode exercer o monopólio do uso da força.

A anarquia, por conseguinte, surge quando um governo não consegue aplicar a lei sobre o seu território devido a uma desordem política, a um conflito institucional ou a uma crise social. Muitas das vezes, os cidadãos nem sequer conhecem o poder do governo em questão, o que gera o caos. Posto isto, a noção de anarquia também é usada na linguagem quotidiana como sinónimo de barulho (zaragata), descontrolo ou desordem.

Exemplos: “A oposição exigiu ao presidente que recorresse ao Exército para acabar com a anarquia”, “O povo está farto de viver na anarquia, sem regras claras”, “Desde que a directora se demitiu, esta escola tornou-se uma autêntica anarquia”.

A doutrina política que defende a anarquia chama-se anarquismo. Os anarquistas promovem uma forma de organização social que prescinda do Estado, uma vez que não são favoráveis à ideia do domínio do homem sobre o homem. Neste sentido, são a favor de instituições que se formem pelo livre acordo dos cidadãos sem que haja uso da força.

O símbolo da anarquia é a letra A rodeada por um círculo. Este círculo representa a unidade e o equilíbrio da ordem natural, sem a necessidade de uma ordem vertical. Outro símbolo do anarquismo é a bandeira negra, pois a cor uniforme demonstra unidade e o preto reflecte a pureza do ideal por não se poder sujar nem manchar.