Conceito.de

Conceito de cristalino

A etimologia do termo cristalino remete-nos para o latim crystallĭnus, ainda que a sua raiz se encontre no grego krystállinos. Trata-se de um adjectivo que é usado para qualificar aquilo que é próprio do cristal ou que é feito à base deste material.

Por exemplo: “Os produtos cristalinos são os mais caros, pois é necessário investir bastante dinheiro no seu fabrico”, “O reflexo cristalino comoveu a mulher”, “A polícia encontrou um vaso de cerâmica e outro cristalino sobre a mesa: em ambos descobriu droga”.

Cristalino também é aquilo que é transparente, diáfano, límpido, translúcido ou nítido, incluindo em sentido figurado: “O nosso projecto é totalmente cristalino, qualquer pessoa pode ver aquilo que fazemos com o dinheiro dos donativos”, “A varanda panorâmica do hotel oferece uma vista cristalina”, “A minha avó era uma mulher afável, de olhos cristalinos e sorriso sincero”.

Na área da anatomia, denomina-se cristalino à estrutura ocular que tem forma de lente biconvexa. Encontra-se atrás da pupila e em frente do fumor vítreo no caso dos animais vertebrados e nos cefalópodos.

Graças ao seu elevado nível proteico, o cristalino dispõe de um índice de refracção mais alto que o apresentado pelos fluidos que se encontram em redor. Desta forma, consegue a refracção da luz e permite que a córnea forme imagens na retina.
O cristalino permite focar elementos que se situam a diversas distâncias através de mudanças em termos de espessura e curvatura. Estas modificações recebem o nome de acomodação.