Conceito de desejo


Jul 03, 13

Do latim desidĭum, o desejo é a acção e o efeito de desejar (aspirar a, sentir apetência, ter vontade de, querer). O conceito permite fazer referência ao movimento afectivo ou ao impulso para com algo que se apetece.

Exemplos: “Desejo que o dia de trabalho de hoje acabe o mais rápido possível para poder ir ter com o meu filho”, “Na verdade, estou bastante cansado e desejo tirar umas férias”, “É o teu aniversário, tens de pedir três desejos”, “O meu maior desejo é viajar pelo mundo”, “O casal deve manter sempre viva a chama do desejo”.

O desejo, por conseguinte, é a vontade de cumprir uma vontade ou de saciar um gosto. Pode-se desejar objectos materiais (uma casa, um automóvel), situações (férias, um reencontro familiar) ou até pessoas (o desejo sexual).

As motivações do desejo podem ser muito variadas. Em certas ocasiões, o desejo surge do recordar de vivências passadas que foram agradáveis. Pode ser o caso de alguém que deseje comer um determinado prato por saber que lhe agrada ou que queira voltar a visitar um lugar onde passou bons momentos.

Noutros casos, o desejo é motivado por uma potencialidade que é conferida àquilo que se deseja. Uma pessoa vê uma publicidade de um novo televisor 3D e deseja comprá-lo por achar que o aparelho lhe poderá proporcionar entretenimento e momentos agradáveis.

O desejo faz parte da natureza humana e é um dos motores que impulsam a conduta humana. O homem que deseja algo torna-se um sujeito activo que leva a cabo diversas acções para satisfazer as suas vontades.