Conceito.de

Conceito de égide

Égide tem origem na palavra latina “aegĭde” que significa o escudo de Júpiter ou o escudo de Minerva.

De acordo com o mencionado no dicionário da Real Academia Espanhola (RAE), a égide é a pele de uma cabra chamada Amalteia que, decorada com a cabeça de Medusa, representa a deusa Atena.

Existem várias versões da égide de acordo com as diferentes mitologias desenvolvidas regionalmente. Diz-se que Zeus usou a pele do animal que o amamentou (a cabra Amalteia) como escudo quando lutou contra os gigantes. Outra lenda indica que a égide foi esculpida por Hefesto para Zeus, com a cabeça da Medusa em sua área central. Zeus, neste contexto, costumava emprestar esse escudo para Atenas.

Na mitologia egípcia, a égide era uma espécie de colar com uma cabeça de leoa usada pela deusa Bastet. Esse tipo de objeto também está presente na mitologia nórdica como o capacete usado pelo anão Fafner.

Por extensão a esses significados, uma égide pode ser a forma como chamamos o escudo (uma arma defensiva que protege o corpo) ou especificamente uma rodela (um escudo redondo para proteger o peito no meio de um confronto com espadas).

É até possível referir-se a uma égide como uma defesa ou proteção em um nível geral. Antigamente, a égide era um emblema de invulnerabilidade garantida pelos deuses.