Conceito.de

Conceito de escultura

Escultura é uma peça resultante de processos que convertem a matéria bruta em algo com significado. E essa matéria bruta pode ser metal, argila, pedra, gesso ou mesmo madeira, por exemplo.

escultura
Muitas esculturas representavam divindades

Uma escultura possui volume, profundidade e também altura, logo, se trata de uma peça com formas em terceira dimensão. O relevo das esculturas, no entanto, pode ser total ou também parcial.

E há diferentes técnicas usadas para a produção de uma peça de escultura, tais como: fundição, moldagem e aglomeração de partículas para compor algo. Mas novas técnicas foram implementadas ao longo dos anos, como é o caso da moldagem com resina e com plástico e a solda de chapas de metal, por exemplo.

Mesmo que as esculturas sejam criadas para representar diferentes tipos de objetos e até mesmo para representar algo que não existe no mundo ou que não seja concreto, o objetivo original era que essa arte servisse para representar o corpo humano ou mesmo as divindades.

Existe o que se chama de 7 artes clássicas, que compreende: música, pintura, dança, cinema, literatura, arquitetura e, ainda, a escultura.

Ao longo da história, houveram algumas formas de escultura que foram mais usadas, como é o caso do busto, que se tratava de um tipo de representação do busto de um indivíduo, que na época servia para uma representação mais poderosa dessa pessoa. Outro exemplo seria a estátua equestre (equestre vem do latim “equus”, que significa “cavalo”), que mostrava um senhor com grande poder sobre um cavalo.

Mais um tipo de escultura são as fontes de água, usadas em especial em Roma para fazer a representação dos seus aquedutos e mostrar toda a grandeza dos mesmos, sendo que a água corrente possui um papel importante para representar ali. E em outros casos um mobiliário que seria usado num jardim.

Escultura na história

A escultura, como hoje se conhece, surgiu no Oriente Médio, ela teria sido uma das últimas artes que se desenvolveram na Idade Média.

Na pré-história, a escultura tinha uma forte relação com a religião e com a magia. E no período paleolítico se fazia uso dessa forma de arte para representar tanto humanos como animais, em especial do sexo feminino. As características que eram representadas nessas esculturas tinham relação com os rituais de fecundação.

Mas teria sido a Grécia Clássica onde nasceu, no Ocidente, a arte da escultura, com as primeiras peças tendo sido feitas usando mármore, por volta do século 10 a.C., sendo que mais tarde haveriam as famosas esculturas da Acrópole de Atenas, no ápice da chamada era Péricles.

Os romanos, mais tarde, iriam aderir a escultura clássica e elaborariam esculturas também até que findasse o império.

Mas com tudo isso, a escultura teria seu destaque apenas no Renascimento, onde foi criada a estátua de Davi, pelo artistas Michelangelo.

Outros nomes de destaque também para essa forma de arte foram: Donatello, Verocchio, Constantin Brancuse e August Rodin, esses dois últimos, ainda, servindo de inspiração para muitos artistas que trabalhariam também com escultura.

Segundo a época, a civilização e também a escola artística ali predominante, a escultura passa por alterações que a levam a se tornar variada, sendo que para isso influenciam temáticas e também variações formais. Nesse caso, se pode notar diferenças, por exemplo, numa obra de Michelangelo, que era um artista renascentista, com a de Picasso, que era um escultor primitivo e cubista.

Escultura e cultura

Ao longo da história, também, diversos países passaram a desenvolver esculturas, as quais possuíam um pouco da sua cultura e crenças. Um exemplo da diferenciação entre as esculturas elaboradas em distintos países e continentes é o caso das feitas na China, que geralmente não possuem nus, como ocorre com as feitas no ocidente.

Também, os japoneses usavam a escultura para criar estátuas com imagens ligadas a religião, sendo que boa parte delas era patrocinada pelo governo. Há que se destacar as nomeadas de “haniva”, caracterizadas como esculturas feitas com argila, quais eram postas em tumbas, muito comuns durante o período Kufun.

Materiais e técnicas na escultura

conceito de escultura
Uma escultura pode ser feita usando diferentes tipos de materiais

Há uma relação entre a técnica usada para produzir uma escultura e o material que se utiliza. O que ocorre é que a escolha do material influencia na técnica que será aplicada.

Se pode tomar como exemplo a modelagem, onde são usados materiais macios e com boa flexibilidade no processo para obter a forma que se deseja, como é o caso da argila, do gesso ou mesmo da cera; na fundição é usado o metal, qual deve estar derretido, onde o mesmo é vertido num molde específico para esse tipo de material, tendo então um objeto com a forma que consta nele; a cinzelação, que é um processo onde se remove os excessos até obter a figura deseja, sendo geralmente usados materiais como pedra ou madeira.

Ao longo dos anos, as obras que tiveram maior durabilidade foram aquelas criadas a partir de matéria-prima perene, como pedra e mármore, por exemplo.

Citação

SOUSA, Priscila. (25 de Novembro de 2022). Conceito de escultura. Conceito.de. https://conceito.de/escultura