Conceito.de

Conceito de Renascimento

Escutar o artigo

O termo Renascimento define um movimento artístico, literário e cientifico que ocorreu no século XIV na Itália. O mesmo se espalhou por outros países da Europa tempos depois. Ele durou até o século XVI.

Renascimento
O Renascimento durou do século XIV até o século XVI

Mas renascimento ainda significa quando uma pessoa renasce, sendo usado em sentido figurativo para descrever o momento em que um indivíduo reage e tenta dar a volta por cima após um acontecimento ruim e sua vida que o fez ficar estagnado.

Renascimento ou renascença

O período que durou do século XIV até o século XVI foi, segundo alguns historiadores, uma reposta ao período de escuridão na cultura e intelectualidade que durava até então na Idade Média.

Houveram autores que acreditavam que o Renascimento se tratava de um movimento que separava várias filosofias na época medieval, mas outros defendiam que esse seria um movimento que tinha uma relação inerente com a Idade Média, sendo uma extensão dessa.

E o Renascimento ainda foi o responsável por contribuir com o desenvolvimento de distintos estilos de arte e também de correntes filosóficas. Mas enquanto alguns desses acabaram se desenvolvendo em virtude do Renascimento, outros tiveram seu desenvolvimento por conta do distanciamento com esse movimento. Um exemplo quanto a isso seria no caso do estilo barroco, que se caracterizava pelo exagero de adornos e grandiosidade, em contraste com o Renascimento.

Renascentismo e Humanismo

Foi ainda no Renascimento que teve início o chamado Humanismo, o qual trouxe o antropocentrismo para ficar no lugar do teocentrismo (que considera Deus como o centro do universo), esse primeiro colocando o homem como a parte central do universo.

O humanismo colocava o homem como um ser glorificado, além de também glorificar a natureza dos seres humanos. Tal movimento teria se originado por volta do século XIV nas cidades da Península Itálica.

Nesse período, não houve diminuição da importância da religião, contudo ela passou a ser questionada, fazendo ainda com que surgissem outras correntes cristãs, tal como foi ocaso do protestantismo.

Há ainda que se dizer que o humanismo virou uma referência para vários pensadores nos séculos posteriores, a exemplo dos filósofos do século XVII que adotavam o iluminismo.

Características do Renascimento

conceito de Renascimento

Houve algumas características que foram essenciais para que a cultura da época fosse composta, dentre as quais destacam-se cinco, quais são listadas a seguir:

Racionalismo – apenas por meio da razão se conseguiria chegar até o conhecimento, sendo ela (juntamente a ciência) o que ajudaria a explicar todas as coisas;

– Cientificismo – se acreditava que a experiência científica deveria demonstrar todo o conhecimento;

– Individualismo – se cria também que o direito individual estaria além do direito coletivo, com os seres humanos afirmando sua personalidade, satisfazendo suas ambições e mostrando suas habilidades e talentos;

– Antropocentrismo – aqui o homem é colocado como o centro de tudo, como a criação suprema de Deus;

Classicismo – os artistas recorriam a Antiguidade Clássica greco-romana para se inspirarem na elaboração de suas obras.

Principais nomes originários do Renascentismo

Muitos nomes surgiram com esse movimento artístico, sendo para a literatura alguns dos principais artistas foram:

Dante Alighieri: escritor italiano, conhecido por ter criado o poema “Divina Comédia”.

Shakespeare: conhecido pro ter criado histórias como Romeu e Julieta e também Otelo, além outras tragédias e comédias. O dramaturgo é reconhecido como um dos maiores do mundo até hoje;

Nicolau Maquiavel: historiador, poeta, filósofo e também músico, ele é conhecido por ser o criador do pensamento e da ciência política moderna. Ele é o autor da obra intitulada de “O Príncipe”;

Miguel de Cervantes: ele ficou conhecido por ter criado “Dom Quixote”, que seria uma obra com foco em criticar a cavalaria da época medieval;

Luís de Camões: poeta de Portugal que foi destaque na literatura portuguesa, havendo criado o poema épico intitulado de “Os Lusíadas”.

Já para o meio artístico alguns dos principais nomes que surgiram nesse movimento foram: Leonardo da Vinci (pintor, físico, matemático e também inventor, conhecido por obras como Mona Lisa e Última Ceia), o artista italiano Michelangelo e o pintor Rafael Sanzio.

O Renascimento e as suas contribuições para a ciência

O Renascimento também contribuiu para muitas descobertas nos campos da matemática, física, medicina, astronomia, etc. Um exemplo disso foi que Nicolau Copérnico rejeitou a teoria geocêntrica que a Igreja acreditava e disseminava, quando ele afirmou que a Terra não seria o centro do universo, mas que ela seria um planeta girando ao redor do Sol.

Galileu Galilei, físico, astrônomo e engenheiro da Itália, havia realizado diversas descobertas, tais como a descoberta das manchas solares, dos anéis de Saturno e dos satélites de Júpiter, mas ele recebeu ameaças da igreja católica e foi obrigado a rejeitar tudo o que havia descoberto e idealizado.

Houve ainda contribuições do Renascentismo para a medicina, a exemplo disso se pode citar os trabalhos referentes a circulação do sangue e princípios gerais de anatomia também.

Citação

SOUSA, Priscila. (21 de Setembro de 2022). Conceito de Renascimento. Conceito.de. https://conceito.de/renascimento