Conceito de ignorância


Jan 19, 13

Ignorância (do latim ignorantĭa) é a falta de conhecimentos em particular ou de cultura em geral. A pessoa que ignora algo não o conhece ou não o compreende. Por exemplo: “No me fales de química: a minha ignorância nesta matéria é total”, “A ignorância só se combate com educação”.

A ignorância, por conseguinte, pode considerar-se em sentido absoluto (a pessoa ou o grupo social que carece de formação: “Há muita ignorância neste país”, “Aos poderosos é-lhes conveniente que haja ignorância no povo: assim, é mais fácil submete-lo”) ou relativamente a um conteúdo em concreto (quando alguém não conhece algo em concreto: “Decidi realizar um curso para acabar com a minha ignorância em informática”).

Fora a falta de conhecimento, a ignorância também pode estar relacionada com a imperfeição nos conteúdos do saber ou pela falta de validade da informação com que se lida: “Que ignorância! O vizinho está convencido de que o Rio de Janeiro é a capital do Chile”.

A ignorância, a nível geral, é uma ferramenta para manter o statu quo. Quando as pessoas não sabem algo, não o podem mudar. Noutros termos: deve-se em primeiro conhecer a realidade para depois a poder modificar.

Algumas crenças culturais ou religiosas são um reflexo da ignorância. A pessoa que decide levar o seu filho doente a um bruxo em vez de ir a um médico reflecte que não conhece a importância dos sistemas de saúde. Aquele que não faz nada para mudar a sua situação pessoal por crer que tudo obedece à vontade divina também mostra a sua ignorância.