Conceito.de

Conceito de dúvida

Una dúvida é uma indeterminação entre duas decisões ou duas opiniões. Trata-se de uma vacilação que se pode sentir perante um facto, uma notícia ou uma crença. Exemplos: “A versão oficial desta história deixou-me na dúvida”, “Professora, tenho uma dúvida em relação à matéria que nos acabou de explicar”, “Não há dúvidas: trata-se de um grande jogador que irá beneficiar a equipa”.

A dúvida constitui um estado de incerteza: onde há dúvidas, não há certezas. Se uma pessoa duvida de algo, não está segura da credibilidade dessa questão. A dúvida é um limite à confiança já que, onde há dúvidas, não se crê na verdade de um conhecimento.

A dúvida pode afectar uma crença ou um pensamento ou reflectir-se na acção. Um homem pode duvidar da fidelidade da sua esposa e continuar a agir como se nada fosse ou pode transformar essa dúvida numa decisão e confrontar a mulher com esse problema.

Noutros casos, a dúvida pode implicar uma suspensão da decisão: “Eu estava a pensar investir as minhas poupanças na compra de uma loja, mas agora estou na dúvida: será uma boa decisão tendo em conta o panorama económico?”

Os filósofos sublinham que, quando uma dúvida é assumida como ignorância (o sujeito tem dúvidas porque não sabe ou, pelo menos, faltam-lhe certezas), pode passar a ser uma fonte de conhecimento, uma vez que incentiva à reflexão, ao estudo e à investigação.

René Descartes costumava ser chamado como o filósofo da dúvida, pois recusava aceitar tudo aquilo que lhe causasse dúvidas do ponto de vista racional.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (2 de Março de 2013). Conceito de dúvida. Conceito.de. https://conceito.de/duvida