Conceito.de

Conceito de teoria

Escutar o artigo

A palavra teoria é de origem grega theorein (“observar”). O termo costumava usar-se no contexto da observação de uma peça de teatro, o que consegue explicar porquê que, hoje em dia, o conceito de teoria nos permite referirmo-nos a algo provisório ou que não é completamente real.

Em todo o caso, a evolução histórica do termo conferiu-lhe um sentido mais intelectual, passando a aplicar-se à capacidade de entender e percepcionar a realidade para além da experiência sensível, através da compreensão destas experiências e a sua expressão através da linguagem.

Atualmente, uma teoria é um sistema lógico composto por observações, axiomas e postulados, cuja função consiste em afirmar sob que condições se desenvolverão determinadas hipóteses/especulações. Para esse efeito, toma-se como contexto uma explicação do meio idóneo para que se desenvolvam as previsões. A partir destas teorias, é possível deduzir ou postular outros factos por intermédio de certas regras e raciocínios.

Uma teoria científica, por sua vez, é o planeamento de um sistema abstrato hipotético-dedutivo, que conforma uma descrição científica de um conjunto de observações ou experiências. A teoria científica assenta em hipóteses ou suposições verificadas por cientistas.

Existem duas categorias de ideias que se podem desenvolver até dar origem a uma teoria: as conjecturas (suposições ou ideias com fundamento não verificado) e as hipóteses (estas, sim, são demonstradas ou verificadas, constituindo suposições admissíveis). Estas ideias podem resultar falsas, pelo que não evoluem e não se convertem em teorias.

Por outro lado, cabe mencionar que uma teoria é diferente de um teorema. A teoria é um modelo de eventos físicos que não pode ser comprovado a partir de axiomas básicos, ao passo que o teorema é uma afirmação podendo ser provada por aceitar operações e argumentos matemáticos.

O termo teoria é ainda usado para descrever uma opinião sobre algo que exija uma lógica também, por exemplo: “a minha teoria é que ele não foi por aquela estrada, mas por aquela” ou ainda “sobre aquele caso que passou na televisão, minha teoria é que ele não tenha fugido para outro estado, mas esteja escondido”.

A teoria compreende vários cenário, tal como a teoria musical que é o estudo dos assuntos ligados a música a fim de compreender como ela funciona, como é construída.

Na teoria musical estuda-se sobre partituras e as figuras que a compõem: figuras de tempo e pausa, entre outros símbolos. Funciona como conhecer o alfabeto de um idioma, sendo que a música é até mesmo considerada por uns como uma nova linguagem.

Temos também a teoria dos conjuntos que é uma ramificação da matemática empenhada em estudar conjuntos (coleções de elementos que são importantes para os fundamentos da matemática).

Nos estudos, a teoria diz respeito a parte do conhecimento, a qual deve ser aliada a prática para que se obtenha os melhores resultados em qualquer coisa que fizer. Tomemos como exemplo o estudo de um instrumento musical, onde há a teoria (não teoria musical, mas a teoria que diz respeito ao conhecimento sobre um tema), em seguida é importante aplicar isso (levar à prática).

Por fim, “A Teoria de Tudo” é o título de um filme que retrata a vida e trajetória do astrofísico Stephen Hawking, mostrando como ele fez suas descobertas, sua vida amorosa (quando conhece a que mais tarde seria sua esposa, Jane Wilde, estudante da Universidade de Cambridge), entre outros fatos.

 

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (24 de Março de 2011). Conceito de teoria. Conceito.de. https://conceito.de/teoria