Conceito.de

Conceito de mundano

Mundano é um adjectivo que tem a sua origem no termo latino mundānus. O conceito tende a ser usado para qualificar o indivíduo que se orienta nas questões terrenas, deixando de lado a espiritualidade ou o simbólico.

Exemplos: “Não gosto de perder tempo com reflexões ou meditações: sou um homem mundano e simples”, “O meu tio passou muitos anos num mosteiro, até que preferiu focar-se em assuntos mais mundanos e foi trabalhar para um hospital”, “Alguns analisam temas muito complexos e esquecem-se das necessidades mundanas”.

A noção de mundano também é usada em referência ao ser humano que privilegia o prazer carnal ou terreno e a tudo aquilo que está relacionado com as festas e a boa vida: “Tive sempre uma vida mundana e agora assisto a cocktails e banquetes de forma quotidiana”, “Se apreciares prazeres mundanos, deverias ir à celebração que vai dar o Marcos em sua casa”, “A nossa revista é um verdadeiro guia com conselhos para gozar do mundano”.

Assim, mundano é usado na maioria das vezes por religiosos para descrever pessoas que se importam mais com as coisas terrenas do que com as coisas espirituais. Exemplo: “você tem levado uma vida muito mundana, entregando-se a vícios e corrupções”, “muitos tem dado mais valor aos ensinamentos mundanos e abandonam os princípios cristãos”, “os pensamentos mundanos podem afastar você de Deus”.

Os cristão usam ainda o termo mundano para descrever quando um cristão se encontra conformado com as coisas que acontecem nesse mundo.

Falsidade, mentira, traição, cobiça, soberba, escarnio, entre outros, são algumas das consideradas ações e atitudes mundanas.

No entanto, o mundano pode tanto ser um cristão que se encontra em caminhos errôneos e praticando o que é mal aos olhos de Deus, como também descreve uma pessoa que não é religiosa (ainda que ela acredite em Deus) e que se encontra num caminho que é repleto de impurezas.

Por outro lado, temos o que é sagrado: a própria divindade, os anjos, o tempo onde se realizam as reuniões, o pão e o vinho usados na santa ceia dos cristão, etc. Os santos, por outro lado, são aqueles que santificam sua vida perante Deus, estando incluídos os sacerdotes, os pastores, entre outros.

Há ainda quem confunda profano com mundano, mas o profano diz respeito aquilo que não pertence ao local sagrado, ou seja, algo que não faz parte de uma determina religião.

Porém, o sentido original da palavra era para se referir a tudo o que está no mundo.

Mundano, assim, associa-se ao mundo em geral. Desta forma, pode-se dizer que um homem mundano é um sujeito que percorre o mundo, que percorreu diversos países ao longo da sua vida e que, posto isto, se supõe que acumula experiências valiosas e que tem conhecimentos gerais sobre distintas culturas.

Num sentido semelhante, pode-se dizer que um estilo musical mundano é aquele que combina influências procedentes de diversas regiões geográficas: “A sua música mundana surpreendeu o público pela variedade de ritmos”.